Papa critica “excessos do machismo” e exposição do corpo da mulher pela mídia

O papa Francisco criticou nesta quarta-feira (22) “os excessos do machismo”, que qualifica a mulher como “segunda classe”, e denunciou “a instrumentalização e a comercialização do corpo feminino na atual cultura midiática”.

Durante a audiência geral na Praça de São Pedro, o papa denunciou as “variadas formas de sedução enganosa e prepotência humilhante” exercidas sobre as mulheres, como “os excessos do machismo, que considera a mulher de segunda classe”. Continuar lendo

Parlamentares querem ajuda do Ministério da Justiça para coibir abusos em Goiás

Parlamentares da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados vão procurar o Ministério da Justiça e outros órgãos federais para solicitar apoio no encaminhamento de ações e políticas públicas na cidade goiana de Cavalcante, a 300 quilômetros de Brasília. A comissão promoveu uma audiência pública na cidade nessa segunda-feira (20) e recebeu uma série de denúncias de trabalho doméstico infantil, abuso e exploração sexual de meninas da comunidade quilombola Kalunga e da própria cidade.

Paulo Pimenta, presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados, participa de audiência em Cavalcante para apurar denúncias de abusos contra meninas do povo Kalunga (Marcello Casal Jr/Agência Brasil)
Continuar lendo

UFF abre em agosto primeiro curso de mestrado em turismo do Rio de Janeiro

A Universidade Federal Fluminense (UFF) abre, em agosto próximo, o primeiro curso de mestrado em turismo do estado do Rio de Janeiro e o segundo da Região Sudeste. De acordo com o diretor da Faculdade de Turismo e Hotelaria da UFF, Marcello Tomé, o primeiro foi o da Universidade de São Paulo (USP). Continuar lendo

Limite no número de ministérios será definido na próxima quarta

Foi marcada para a próxima quarta-feira (22), pelos deputados da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), a decisão sobre o número de ministérios que o governo poderá ter. A Proposta de Emenda à Constituição (PEC 299/13), que versa sobre o assunto, não teve avanço nos colegiados nas primeiras tentativas de votação.

Continuar lendo

Brasil condena execuções na Líbia feitas pelo Estado Islâmico

Em nota nesta terça pelo Itamaraty, país condenou o assassinatos de cristãos no Afeganistão

O Brasil condenou a execução, pelo grupo radical Estado Islâmico, de homens identificados como cristãos etíopes que foram capturados na Líbia. “O atroz assassinato de cristãos etíopes na Líbia, tornado público ontem [19], e o atentado terrorista no último sábado [18] em Jalalabad, no Afeganistão, que resultou em dezenas de mortos e feridos, denotam absoluta falta de respeito aos direitos humanos mais básicos e são afrontas diante das quais a comunidade internacional não pode se calar”, diz nota divulgada nesta segunda-feira (20) pelo Itamaraty.

Continuar lendo